Estudo 01 - RELACIONAMENTO COM DEUS

1 – O que é relacionamento? 

É correspondência, trato amistoso, ou convivência, relações íntimas com alguém. 

Relacionamento com Deus quer dizer convivência com Ele.  

É trato diário com o Senhor, tornando-se familiar essa relação de amizade (Salmo 25:14 e Nm. 12:5-8). 

 

2 – É importante o nosso relacionamento com Deus? 

Mateus 5:14 – “...Vós sois a luz do mundo”. 

Romanos 13:12 – “...E revistamo-nos das armas da luz”. 

Romanos 13:14 – “...Revesti-vos do Senhor Jesus”. 

O cristão, no sentido individual e coletivo, é a luz do mundo. Se suas atitudes e relacionamentos não são de conformidade com a natureza de Cristo, a luz se retira, e o cristão se torna parte do problema e não da resposta para o mundo. 

Cristo é a luz para nós. Sua presença habitacional em nós é a resposta para o problema básico de uma vida ou de um povo. 

Daí a vital importância do nosso relacionamento com Deus, da nossa intimidade com Ele. 

 

3 – Qual o segredo principal do relacionamento com Deus? 

O segredo principal do relacionamento com o Senhor é a conversão a Deus. (Jeremias 3:22; 2 Crônicas 30:9; Neemias 1:9). 

Converter é voltar ao Calvário, sempre que se fizer necessário, para que haja assim comunhão com Deus. 

Nascidos de novo através da Conversão a Cristo, passamos a experimentar um relacionamento novo, de vitória com Deus – Cristocêntrico. 

Relacionamento que começa, existe, permanece e termina na Cruz com a visão do Trono, para um relacionamento perfeito e eterno, na glória. Esse relacionamento nos leva para a deslumbrante glória na presença de Deus, onde nossa ânsia é satisfeita, aqui e para sempre. 

 

Relacionamento através da Palavra 

 

1 – A Bíblia 

 

“Habite , ricamente em vós a Palavra de Cristo”. (Colossenses 3:16). 

Como vimos, não é exagero ler demais a Palavra de Deus, mas sim uma necessidade. 

Ler a Bíblia, absorver a Bíblia, ingerir a Palavra é uma ordem de Deus para nós. 

Sem a Palavra não há relacionamento com Deus. Nela encontramos o próprio Deus, encontramos o nosso começo com Cristo, salvação. Com ela alimentamos o nosso relacionamento com Deus que deve ser forte e constante. Com ela haverá quebrantamento, regozijo e emoções sensibilizadas pelo Espírito Santo. 

A Palavra é instrumento de restauração, de libertação, de cura para nossa alma doente. É à base de tudo. 

Ela fortalece o espírito, conforta a nossa alma, fortalece a personalidade por dentro até Cristo fluir. 

A Palavra não pode ser apartada do tratamento interior que o Espírito Santo faz e quer fazer em cada  crente e que dura à vida inteira. Ela é remédio para nossa alma marcada pelo pecado. Ela gera paz, poder, prosperidade, alegria saúde, força, vitória (Josué 1:6-8, Prov. 4:20-23). 

A ordem de Deus para Josué foi ser forte, corajoso para herdar a terra, mas apresentou o meio para essa conquista – fazer e não desviar da Palavra para que fosse bem sucedido. 

E continuou: Falar constantemente, Meditar e Fazer o que a Lei ordenava para fazer Prosperar o Seu Caminho. 

A nossa alma tem sede da Palavra, e ela deverá ocupar lugar central na vida da cada crente se quiser vitória. 

O grande problema de muitos crentes é desprezar a Palavra, se empobrecendo espiritualmente e até sendo ponto de interrogação quanto a sua vida cristã. 

Também o desvalor pela Palavra abre um espaço enorme para Satanás atacar, agir em nossa vida. Qual é a sua brecha? Tem fraquejado? 

Ler a Palavra devagar, meditando, examinando (João 5:39), extraindo o seu ensino, anotando, descobrindo verdades ocultas para você. Isso significa alimentar-se da Palavra de Deus, relacionar-se com Ele. 

 

2 – Como a Palavra deve estar em nossa vida? 

 

A – Causando Prazer – Salmo 1:1-9 – Prazer por ela surge quando meditamos nela dia e noite, como fazia o salmista. 

B – Entranhada em nós – Para que tenhamos relacionamento com Deus é preciso que sua Palavra esteja entranhada em nós e nós nela, de tal maneira que nos tornemos uma só realidade. Provérbios 4:3-6; João 15:7. 

C – Como Regra de Fé Prática – A Palavra é bússola que conduz o filho de Deus até encontrar com o comandante face a face, mas precisa ser prática. Só conhece-la e não coloca-la a valer na sua vida, de nada e nenhum valor ela tem. 

D - Conhecendo o Senhor – Só conheço o Pai que tenho se meditar na Sua Palavra. Sendo bom conhecedor das Verdades Eternas. 

 

3 – Recapitulando: O que fazer para relacionar com Deus pela Palavra? 

 

A – Ler a Palavra -  conhecer a sua verdade, conhecer a nossa regra de fé, de vida em combate por uma causa vitoriosa, eterna, obtendo informações que só ela tem para dar. 

B – Meditar na Palavra – É penetrar nela, interiorizar, obtendo significado de cada parte ali contida para o meu viver, equivale alimentar-se dela. 

C – Praticar a Palavra – Mateus 7:24 – Ter a Palavra de Deus, valendo para nossa vida diante de cada problema, cada sonho, cada pedido, cada alegria, cada plano. 

O caminho da benção é o caminho da obediência, da prática da Palavra de Deus. 

D – Memorizar a Palavra – É muito importante  para tempos difíceis. Momentos em que não  temos nas mãos o alimento precioso para sustentar, renovar  preservar a fé.